Postagens

Não confunda armadura de distribuição com ferragem negativa

Imagem
Ambas têm funcões completamente diferentes. A armadura de distribuição, a famosa malha, colocada sobre as lajes pré-moldadas antes da concretagem, funciona como se fosse a armadura de flexão da capa de concreto, que leva os esforços sobre a capa até as vigotas da laje. Caso contrário, a capa de concreto iria fissurar, pois como qualquer elemento de concreto simples, não resiste aos esforços de tração. Em hipótese alguma pode ser utilizada ou confundida com a ferragem negativa.

IMPORTÂNCIA DOS ESTRIBOS DA VIGA, NA PRÁTICA

O vídeo a seguir mostra um ensaio de flexão em viga com região sem estribos. A elemento fica submetido a um excesso de esforço cortante ocasionando uma ruptura brusca sem aviso. Essa ruptura ocorre em direção das bielas de compressão nas proximidades dos apoios, local onde contém as maiores tensões cisalhantes.
Os estribos são ferragens estruturais dimensionadas de modo a conter esses esforços cisalhantes, e são tão importantes quanto as armaduras de flexão e demais armações estruturais.

Argamassa colante: Conheça os tipos de argamassa para revestimento cerâmico

Imagem
A argamassa colante é um tipo de Argamassa industrializada (em que o produto vem no estado seco, bastando apenas adicionar a quantidade de água recomendada pelo fabricante para a sua utilização) utilizada na fixação de revestimentos cerâmicos. O tipo de argamassa disponibilizada tem indicações específicas de acordo com o ambiente e características de onde será a aplicação.
A ABNT NBR 14081:2012 define esse tipo de argamassa da seguinte maneira:
"Produto industrial, no estado seco, composto de cimento Portland, agregados minerais e aditivos químicos, que, quando misturado com água, forma uma massa viscosa, plástica e aderente, empregada no assentamento de placas cerâmicas para revestimento.”  Os principais requisitos esperados nesse tipo de produto é a trabalhabilidade, aderência e capacidade de absorver deformações, principalmente quando aplicada em fachadas. A argamassa colante é encontrada no mercado com três tipos distintos: ACI, ACII e ACIII.
Argamassa colante tipo ACI:
Argamassa …

Lajes sem vigas e a punção

Imagem
As lajes lisas, lajes sem vigas ou lajes cogumelos, são lajes que se apoiam diretamente sobre os pilares. Esse modelo de laje é usado geralmente quando não é possível o emprego de vigas, como por exemplo em edificações comerciais que contém muitas divisórias, regiões com muita interferência de tubulações, ou a própria arquitetura impossibilita o uso de vigas.
Nessa situação é necessário o devido cuidado com a punção, onde as lajes tendem a serem perfuradas pelos pilares ocasionando o seu desmoronamento, em muitos pavimentos a laje cai uma sobre as outras provocando o colápso progressivo da edificação, pois a laje cai sobre a outra que não suporta o peso e vai caindo sobre as que estão embaixo.

Para evitar esse tipo de problema deve-se tomar cuidado com o dimensionamento e execução das armaduras que irão combater esses esforços de cisalhamento gerados em torno do pilar. Pode ser empregado estribos ou os pinos de cisalhamento. A ánalise para dimensionamento de lajes com punção é um pou…

DIMENSÕES MÍNIMAS DE UM PILAR

Imagem
Atualmente com o desenvolvimento tecnológico e o grande mercado da construção civil, estão construindo edificações com pilares cada vez mais esbeltos, ou seja, com dimensões transversais reduzidas, principalmente quando tem-se arquiteturas mais ousadas ou quando querem economizar na obra. Porém, uma obra de construção civil é projetada para que possa ter uma vida útil de 50 anos, isso é, sem que venha a ruínas ou ocorram problemas que inviabilize o bom uso da edificação como trincas ou deformações excessivas, contradizendo assim o “dito popular” de que “eu sempre fiz assim e nunca caiu”. Para que isso seja possível, existem normas que ditam a boa técnica e projeto das edificações. Para o caso dos pilares, a NBR 6118/2014 que trata do projeto de estruturas de concreto armado, impõe que a menor dimensão para um pilar seja de 19 cm, podendo ser reduzida até 14 cm desde que se multiplique as cargas deste pilar por um coeficiente majorador, que no caso de uma dimensão de 14 cm majoraria em 2…

Ficção ou realidade? Airbus desenvolve protótipo de 'carro voador'

Imagem
CityAirbus, o táxi voador que parece um drone, foi apresentado em feira de aviação

Você já deve ter visto um em algum filme de ficção científica e achava que era coisa do futuro: pois saiba que o carro voador começa a se tornar realidade.
O fabricante de aviões europeu Airbus está trabalhando num projeto de táxi voador que diz ser uma alternativa ao trânsito intenso dos grandes centros urbanos.
O CityAirbus é uma aeronave com quatro rotores movidos a energia elétrica, semelhante a um drone gigante, e que consegue transportar, sem piloto e de forma totalmente autônoma, até quatro pessoas para trajetos relativamente curtas pelas cidades.
A ideia foi apresentado esta semana durante a Paris Air Show, importante feira em que são apresentadas novidades e projetos da indústria da aviação.
Até agora, o CityAirbus continua no papel. Mas a companhia aposta em tecnologias viáveis atualmente e planeja realizar um voo-teste com um único passageiro ainda no final deste ano.
Mas será que em 20 anos …

Resolvendo o mistério escaldante dos jatos de plasma em erupção no Sol

Imagem
As rajadas intensas de plasma, chamadas espículas, se espalham pela superfície do Sol. Milhões de erupções surgem a cada momento, estimulando o material solar com cerca de 6.000 milhas de altura e velocidades de 60 milhas por segundo.

"Essas coisas são muito violentas", disse Bart De Pontieu, pesquisador da Lockheed Martin Solar e do Laboratório de Astrofísica em Palo Alto, Califórnia. "O gás em espícula está à cerca de 10 mil graus, e eles percorrem o comprimento da Califórnia em apenas um minuto."
Os cientistas estudaram as espículas por décadas, mas não tinham certeza de como os jatos de plasma se formaram. Agora, o Dr. De Pontieu e seus colegas acham que resolveram o mistério abrasador. Eles publicaram suas descobertas na quinta-feira na revista Science.
Usando dados coletados por telescópios terrestres e espaciais de alta potência, eles criaram uma simulação computacional que reconstruiu as condições entre a superfície do sol e sua atmosfera, onde se formam espíc…